A gratidão, apesar de ser uma norma social conveniente e até bela, não é só um gesto de educação. Estamos falando de uma atitude fundamental. Um jeito de enxergar a vida. Um hábito que tem o potencial de transformar todas as realidades vividas em ocasiões para ser feliz. Usufruir de todas as coisas para agradecer.

São Paulo diz aos Tessalonicenses: “Sejam agradecidos em toda circunstância porque essa é a vontade de Deus” (I Tes 5, 18). Isso é a gratidão radical. Quero ressaltar que o apóstolo diz para que sejamos gratos em toda circunstância, não por toda circunstância.

Existe uma grande diferença: você não tem que dar graças a Deus por todas as coisas ruins que acontecem na sua vida. Existe muito mal no mundo, isso é evidente. Nem tudo o que acontece é vontade de Deus. Mais ainda, a maioria das coisas que acontecem no mundo não são a “vontade de Deus”, mas a nossa vontade ou a fatal consequência de nossas escolhas e das escolhas dos outros.  

Por isso, você não tem que dar graças ao Senhor pelo mal que acontece no mundo, mas você pode dar graças a Deus, em meio das dificuldades e sofrimentos. Por que? Por vários motivos:

1. Deus está sempre no controle

O Pai eterno pode sempre tirar um bem de qualquer mal. Por isso, Ele é onipotente. Qualquer coisa, qualquer pessoa, em qualquer lugar, em qualquer momento, de qualquer forma etc. São Paulo é radical, não é? Toda circunstância. Sem exceção. Ser agradecido por um presente que nos foi feito, isso é fácil. Mas ser agradecido por “TODA CIRCUNSTÂNCIA”. Isso é gratidão radical. E é essa gratidão que São Paulo nos sugere.  

Acredite: essa gratidão é uma virtude transformadora! Porque, como diz São Paulo, é a vontade de Deus, e se é a vontade de Deus, Ele tem o poder de transformar qualquer coisa num bem para nossa vida.  

2. Deus se utiliza até de seus erros para sua salvação

Essa característica divina nos fortalece diariamente. Que consolo é perceber que o Senhor se utiliza de nossos pecados e limitações para nossa salvação. Sua misericórdia é profundamente atraída por nossas misérias. Sendo assim, quando procuro a Deus e me arrependo profundamente dos meus erros, encontro com seu Amor sempre pronto a me socorrer a auxiliar.

3. Deus age em tudo para nosso bem

A gratidão pode transformar qualquer dia num dia de ação de graças. Isso quer dizer, um dia de trabalho, um dia de problemas, um dia de solidão, um dia de sofrimento, tudo pode ser convertido em ação de graças a Deus. E no momento que fazemos isso, descobrimos naquela circunstância uma benção para nossa vida.  

São Paulo dizia aos Romanos: “Tudo colabora para o bem dos que amam a Deus”. Tudo, absolutamente tudo, Deus o transforma em bem para nossas vidas. Com a gratidão somos capazes de ver essa realidade e de experimentar a felicidade de ser tão abençoados.  

4. A gratidão transforma nossas posses

Quando nos concentramos no que temos, sempre estaremos felizes e nos sentiremos abençoados. Quando nos concentramos naquilo que não temos, sempre sentiremos que não temos suficiente. Olhamos para nossas posses e percebemos que Deus em sua Providência nos permitiu meios para obtê-las. Ser grato nos torna justos com o que possuímos e por quem possuímos.

5. A gratidão transforma as perdas

Quando nos concentramos nas novas oportunidades que a vida nos oferece depois de cada perda e fracasso, sempre teremos horizontes de esperança e felicidade. Se focamos no que perdemos, vivemos presos no passado e nos sentimos desgraçados e derrotados. A gratidão nos mostra o sentido de cada coisa.

6. A gratidão transforma as pessoas

Quando focamos nos defeitos e limitações dos nossos irmãos, sempre achamos que estamos rodeados de pessoas ruins. Quando focamos nas virtudes e nas coisas boas que as pessoas tem,  sempre estamos felizes de contar com sua companhia.

7. A gratidão transforma nosso relacionamento com Deus

Quando culpamos a Deus por todas as coisas ruins que acontecem na nossa vida, sempre nos sentimos abandonados por Ele. Se agradecemos todas as coisas boas que a vida nos oferece, inclusive em meio às dificuldades, nos sentimos amados e felizes pelos dons de Deus.  

8. A gratidão transforma a nossa história

Quando enxergamos nossa história desde a perspectiva dos dons que Deus deu através dessas provações, nos reconciliamos conosco mesmos e com Ele.  

Albert Einstein dizia que só existem duas formas de viver: “viver pensando que nada é um milagre e a outra, viver pensando que tudo é um milagre”. Como você prefere viver? Qual atitude trará mais alegria e paz a sua vida? Mais ainda, qual atitude lhe parece mais verdadeira? Se enxergamos com os olhos da fé, sabemos que o amor de Deus é a última resposta a dor humana e a todas as provações e dificuldades que possamos encontrar.  

Como podemos ver a gratidão pode não ser uma virtude muito visível. Tem mais a ver com uma atitude interior. Porém, ela é a mãe de todas as outras virtudes. Qualquer coisa boa em nossa vida, cresce e amadurece na terra fértil da gratidão.