Os benefícios da meditação para o corpo e a mente já são comprovados por estudos científicos que envolvem médicos psiquiatras, psicólogos e neurocientistas. As vantagens vão muito além do relaxamento. Por ter efeito direto na saúde do corpo e da alma, é recomendada para todos, principalmente para quem sofre de ansiedade. O ansioso é aquele que sofre antecipadamente, que se preocupa excessivamente e que tem medo de situações do cotidiano. Se você também vive esses desafios ou deseja adotar essa prática descubra como meditar pode te ajudar no dia a dia e te aproximar ainda mais de Deus.   

Como meditar pode ajudar na ansiedade? 

Como já sabemos, a ansiedade é uma espécie de medo e preocupação em relação ao futuro – algo que é alimentado pela nossa imaginação. Os casos mais graves de ansiedade podem causar palpitações, alterar consideravelmente o ritmo respiratório, ocasionar sudorese excessiva e sensação de cansaço.

Mas, afinal, como meditar pode ajudar a evitar esse quadro? É simples. De uma maneira bem didática, a meditação procura impedir essa idealização da mente que alimenta o ansioso. Busca-se manter a concentração no hoje, no agora. Tirar da mente as preocupações com o futuro ou com os problemas que sequer aconteceram e que geralmente não acontecem. 

De que maneira? Conheça, agora, algumas formas de como meditar e alcançar a paz interior!

7 formas para meditar e ajudar na ansiedade

A meditação cristã, no entanto, está além de um exercício psíquico. Mais do que controlar os pensamentos para o momento presente, o cristão é convidado a silenciar sua própria mente, sua própria voz, para ouvir a Deus. Você pode conseguir isso de algumas maneiras.

1. Medite e estreite sua amizade com Deus

A meditação pode nos proporcionar um encontro sereno e mais íntimo com o nosso Criador. Por meio da meditação é como se disséssemos a Ele: “Quero que faça parte da minha vida, do meu presente!”. Ao meditar, inicie um diálogo silencioso com Aquele que, a partir de agora, será teu melhor amigo, com quem você dividirá seus medos e emoções. Permita-se amar e sentir-se amado por Ele.  

2. Reconheça para si mesmo quem você é

A meditação é um momento oportuno em que nos colocamos diante de Deus silenciando a mente e as emoções. Durante essa prática, devemos buscar olhar para nosso interior, tal como somos – pecadores, falhos e imperfeitos -, reconhecendo a própria miséria e a necessidade que temos da Misericórdia Divina.

3. Renove sua confiança na Providência Divina

A confiança é uma das atitudes que Deus mais espera de nós. Certa vez, Jesus disse para Santa Faustina Kowalska: “o que mais Me fere é a falta de confiança na Minha bondade” (Diário, 580). Por isso, aproveite o momento da medição para renovar sua fé e confiança no Senhor depositando a sua vida nas mãos da Divina Providência. Deus te conhece melhor do que você mesmo, Ele sabe do que você precisa e jamais te deixará sozinho. A confiança em Deus é um aliado na luta contra a ansiedade.

4. Medite as Sagradas Escrituras

A Bíblia Sagrada está repleta de trechos que são capazes de fortalecer nossa esperança e reafirmam a presença de Deus junto de nós. Experimente escolher um trecho bíblico dos Evangelhos, por exemplo, para meditar. Meditar sobre os príncipios do Evangelho nos ajudam a enfrentar os problemas do dia a dia. Leia e releia o texto sagrado, interiorizando as palavras e buscando compreender de que maneira você pode colocar em prática na sua vida. Você vai se surpreender sobre como Jesus pode te conduzir a vencer a ansiedade! Aliás, se você quer se aprofundar ainda mais na vivência da Palavra de Deus, experimente praticar a Lectio Divina – que nada mais é do que um método de oração contemplativa e meditação.

5. Entoe louvores ao Senhor com os Salmos

Outra maneira de meditar com a Bíblia é a partir da leitura dos Salmos – livro repleto de louvores. Os Salmos nos remetem aos valores mais importantes para a vida cristã, como a bondade, a contrição, o perdão, além de nos recordar da proteção Divina. A meditação dos louvores bíblicos é também uma oportunidade para procurar identificar em nós o motivo de tanta preocupação com o futuro, já que o próprio salmista indicou: “O Senhor é o meu pastor e nada me faltará” (cf. Sl 23).

6. Medite com as Palavras do Santo Terço

A recitação do terço Mariano além de nos colocar em contato com o Divino também ajuda a reduzir a ansiedade. Isso porque a repetição de palavras, de maneira lenta e contínua, é capaz de reduzir o ritmo cardíaco e consequentemente a frequência respiratória e a pressão arterial. Reduz o estresse e traz paz para a alma.

7. Utilize a literatura cristã para a meditação

São Francisco de Sales disse, certa vez, que quando se trata da oração meditativa devemos ser como as abelhas que se demoram numa flor enquanto nela encontram mel. O que o santo quis dizer é que devemos aprender a saborear cada palavra que pode despertar o melhor em nosso íntimo, nos trazer paz e nos conduzir para mais perto de Deus.  

É certo que a meditação pode transformar sua vida e seu relacionamento com Deus. Basta dedicar alguns minutos do dia para começar a colher os benefícios. Mas, lembre-se, é preciso ter constância e se manter perseverante. Não se preocupe, a graça vem de Deus!

Baixe hoje mesmo o aplicativo Seedtime e tenha acesso a um conteúdo exclusivo de meditação!